Hamilton 2016 x Hamilton 2017

Na frieza dos números, o tricampeão vem repetindo o mesmo desempenho da temporada passada. Será que, desta vez, ele conseguirá um resultado diferente?

Renan Martins Frade, de São Paulo

Lewis Hamilton está em grande forma. Algo que é fácil afirmar em relação ao piloto inglês, simplesmente porque ele teve poucos momentos de ‘baixa’ na carreira na Fórmula 1. Afinal, desde que estreou em 2007, pela McLaren, Hamilton teve ao menos uma vitória em cada uma das temporadas que disputou pela categoria. Ele é, como poucos foram, extremamente constante.

Por isso, olhar os números do tricampeão em 2017 não chega a ser exatamente supreendente, ao menos quando comparamos com o mesmo ponto da temporada anterior. O piloto vem, considerando as dez primeiras corridas do ano – exatamente antes do GP da Hungria –, tendo praticamente o mesmo desempenho. Número de vitórias e poles é idêntico, assim com a diferença para o líder. Só mudou o nome e a cor do carro do adversário: saiu Nico Rosberg e a Mercedes #6 e entrou Sebastian Vettel com a Ferrari #5.

Obviamente, ainda faltam 11 corridas para o fim de 2017. E Lewis precisa torcer para ser melhor do que foi em 2016, já que acabou ficando com o vice-campeonato naquela oportunidade. Ao menos agora ele conta com uma vantagem: o companheiro de equipe não é (ao menos até esse momento) o adversário na disputa pelo título, o que pode abrir finalmente a possibilidade do inglês se beneficiar do jogo de equipe nas últimas corridas, algo que ele não teve nos anos anteriores...

Quer ler esta matéria na íntegra?