Ducati

A Ducati passou por maus bocados em sua história recente, mas 2015 marcou um ponto de virada para o time de Borgo Panigale. De volta aos trilhos, a esquadra italiana tem perfeitas condições de brigar por vitórias em 2016

Nathalia De Vivo, de São Paulo

A terceira colocação no Mundial de Construtores da temporada 2015 fez as expectativas da Ducati crescerem muito para este ano. Em 2016, a equipe procura ser protagonista da MotoGP, principalmente por conta do avanço da atual moto em comparação com sua antecessora.

No entanto, não são apenas os bons resultados do último campeonato que fazem o time olhar com otimismo para esta temporada. Casey Stoner volta para a Ducati, equipe que lhe fez campeão mundial. Ele será embaixador da marca e também piloto de testes.

Sede: Bolonha, Itália
Moto: Desmosedici GP
Principais dirigentes: Gigi Dall’Igna e Paolo Ciabatti
Em 2015: 3ª no Mundial de Equipes
Melhor resultado: Campeã do Mundial de Construtores em 2007
Melhor tempo em Sepang:  1min01s052 (Andrea Iannone, 8º)
Melhor tempo em Phillip Island:  1min29s857 (Andrea Iannone, 7º)
Melhor tempo em Losail: 1min55s508 (Andrea Iannone, 2º)

 

#4 Andrea Dovizioso

 

Nascimento: 23 de março de 1986 – Forlimpopoli, Itália (30 anos)
142 GPs
1.475 pontos
3 poles
2 voltas mais rápidas
Melhor resultado: 3º colocado no Mundial de Pilotos de 2011
Em 2015: 7º no Mundial de Pilotos

Mesmo com um ano apagado em 2015, Andrea Dovizioso, que parte para seu quarto ano defendendo a Ducati, diz estar bastante otimista com a equipe para a temporada.

Apesar de acreditar que o time ainda precisa de melhor adaptação com os pneus Michelin, podem mirar juntos metas bastante ambiciosas para o campeonato.

 

#29 Andrea Iannone 

 

Nascimento: 9 de agosto de 1989 – Vasto, Itália (26 anos)
51 GPs
347 pontos
1 pole
Melhor resultado: 5º colocado em 2015
Em 2015: 5º no Mundial de Pilotos

Andrea Iannone entra em 2016 com mais sede de bons resultados. Após terminar a temporada passada na quinta colocação da classificação, o piloto agora mira melhorar ainda mais seus resultados junto com a Ducati.

Após os testes da pré-temporada, Andrea se mostrou otimista com a Desmosedici GP e avaliou que os resultados mostram que o time de Borgo Panigale será competitivo. E Iannone, até então, vivia melhor fase que seu xará.