Dez músicas sobre a F1

A categoria máxima do automobilismo já motivou algumas composições – alguma de sucesso, outras nem tanto – ou ‘pegou emprestado’ algumas canções

Renan Martins Frade, de São Paulo

Qual é a relação entre música e corridas? Eu diria que é total. Afinal, o automobilismo e os carros já serviram para inspirar as mais diversas canções, dos mais diversos estilos. Que tal, então, dar uma parada nas notícias sobre Vettel contra Hamilton para curtir um som?

Justamente por isso, o GRANDE PREMIUM reúne aqui dez músicas que, de alguma forma, se relacionem com a F1. Lembrando que nenhuma lista é definitiva, e que a ordem aqui apresentada funciona mais para contar uma história do que para tentar criar uma ordem de “qualidade” entre estilos sonoros e épocas bem diferentes.

Sobe o som, então. 

1) DJ Visage – Formula

A grande fase de Michael Schumacher na F1 no começo dos anos 2000 foi bastante comemorada nas baladas aqui no Brasil – mesmo que nem todos tenham percebido. É que a música, lançada pelo DJ dinamarquês em 1997, se tornou relativamente popular no cenário da música eletrônica por aqui na época.  Misturando a narração de seu país local com o ronco dos motores V10 sem qualquer limitação, como era regra na categoria, ‘Formula’ (ou ‘Michael Schumacher’, como ficou mais conhecida) consegue um resultado bem interessante – e característico daquela época. 

2) DJ Visage Feat. Matti Kyllönen – Häkkinen

Ainda no final dos anos 1990, o som de Visage chegou à Finlândia. Só que, em 1998, era Mika Häkkinen que dava as cartas com a sua McLaren-Mercedes. Pronto, oportunidade perfeita para os finlandeses provocarem seus vizinhos europeus com um remix de ‘Formula’, que incorporava a narração de Matti Kyllönen (quase que um Galvão Bueno local) para colocar Mika Häkkinen no centro da música. 

3) Robbie Williams – Supreme

Muito antes de uma certa marca de cerveja, o cantor inglês Robbie Williams resolveu colocar Jackie Stewart para correr novamente. No clipe de ‘Supreme’, o músico encarna um fictício piloto da F1 em 1969, chamado Bob ‘The Ace’ Williams, que disputou o título contra Stewart. O resultado é incrível, principalmente quando lembramos que o vídeo é de 2000 e a tecnologia era bem mais limitada do que hoje. Já a montagem lembra a do filme 'Grand Prix', um clássico.

A música, na realidade, é sobre amor e solidão, mas quem se importa com isso?

4) Hans Zimmer – Lost But Won

Em 2013, o diretor Ron Howard levou para o cinema uma das mais épicas batalhas da história da F1: a disputa do título de 1976 entre James Hunt e Niki Lauda, que foi tema do filme ‘Rush: No Limite da Emoção’. A criação da trilha sonora da película ficou a cargo de Hans Zimmer, praticamente um monstro sagrado do cinema americano, responsável pelas músicas de longas como ‘A Origem’ e ‘Além da Linha Vermelha’.

São 19 músicas compostas originalmente para o filme, mas a que talvez melhor represente todo o conjunto seja ‘Lost But Won’, que resume bastante o sentimento de Lauda naquele ano – ele perdeu o campeonato ao não querer correr na pista molhada do GP do Japão, mas fez um dos maiores retornos da história da categoria após quase perder a vida em Nuburgring.

5) Maurice Jarre – Grand Prix - Overture

‘Grand Prix’, um dos mais impressionantes filmes sobre automobilismo, também teve uma trilha 100% criada para o longa-metragem. Assinada por Maurice Jarre, responsável pela trilha do também clássico ‘Lawrence da Arabia’, traz um marcante tema de abertura, como era de se esperar no cinema daquela época. E totalmente inspirado no assunto principal do filme, que é a F1, claro.

6) Jacques Villeneuve – Father

Esta, talvez, seja a música menos conhecida desta lista. O campeão mundial de 1997, Jacques Villeneuve, se aventurou em uma carreira musical em 2006 e, em 2007, lançou o álbum ‘Private Paradise’. Uma das músicas é ‘Father’, composta por Jacques em homenagem ao pais, Gilles Villeneuve. Além da bela letra, o Villeneuve filho também é responsável pelo violão, piano e parte dos vocais. A voz feminina é de Melanie, irmã de Jacques. 

7) Fleetwood Mac – The Chain

Esta música não foi composta com a F1 em mente – na verdade, trata-se de uma colagem de materiais rejeitados anteriormente pelos músicos da banda Fleetwood Mac, sendo lançada em 1977.

No entanto, logo em 1978, a rede britânica BBC aproveitou a parte final da canção, com um baixo bem marcante, para ser o tema de abertura das transmissões da F1 no Reino Unido. A rede perdeu os direitos da categoria no final da década de 90, mas, em 2009, este voltou a ser o tema da F1 com o retorno da BBC, saindo mais uma vez ao final da temporada 2015.

8) George Harrison - Faster

E quem está novamente em nossa lista? Ele mesmo, Jackie Stewart! Desta vez, o tricampeão é uma das estrelas do clipe de ‘Faster’, canção que o ex-beatle Geoge Harrison fez para homenagear uma de suas maiores paixões: justamente a Fórmula 1.

Curiosamente, esta é a única música com letra especificamente sobre a categoria nesta lista. Não importa: Harrison conseguiu resumir muito bem os sentimentos da F1 naquela época. A canção faz parte do álbum intitulado simplesmente de ‘George Harrison’, de 1979, e foi lançado como single no mesmo ano.

São várias as curiosidades sobre ‘Faster’. A música foi composta durante a temporada de 1977, com George participando de quase todos os GPs e criando lanços de amizade com Stewart, Emerson Fittipaldi e Niki Lauda, entre outros. Dessa forma, de acordo com o músico, todo o álbum ‘George Harrison’ foi inspirado de alguma forma na categoria. Falando especificamente de ‘Faster’, a inspiração foi o retorno de Lauda após o acidente de Nuburgring em 1976, aquele mesmo retratado no filme ‘Rush’.

Tem mais: a renda do single foi revertida para um fundo de combate ao câncer, que vitimou o piloto Gunnar Nilsson naquele ano. Outro detalhe é que parte das cenas de corrida do clipe são do GP do Brasil de 1979, no qual Harrison e Ringo Starr estiveram presentes. 

9) Roupa Nova – Tema da Vitória

Ufanismo de lado, não é possível fazer uma lista de músicas sobre a F1 e deixar de fora o ‘Tema da Vitória’. Composta por Eduardo Sousa Neto a pedido da Globo, foi gravada pelo grupo Roupa Nova e tinha como objetivo, inicialmente, marcar todas as vitórias no GP do Brasil a partir de 1983 – independente da nacionalidade do piloto.

Foi em 1986 que a canção passou a ser exclusiva das conquistas brasileiras, marcando o tricampeonato de Nelson Piquet, em 1987, e em quase todas as vitórias de Ayrton Senna – não tocou apenas no GP da Austrália de 1991, quando um temporal em Adelaide interrompeu a prova depois de apenas 14 voltas e, sem um fim formal para a corrida, não houve como tocar o tema. 

10) O hino da Alemanha

Poderia ser uma brincadeira, mas não é (muito). Desde 1994, ano do primeiro título de Michael Schumacher, o hino da Alemanha se tornou uma constante nos pódios da F1. Foram sete títulos mundiais de Schumacher, quatro de Sebastian Vettel, um de Nico Rosberg e ainda três campeonatos seguidos da equipe Mercedes. Apenas em períodos específicos – como no primeiro título de Fernando Alonso e entre a primeira aposentadoria de Schumi e as vitórias de Vettel – que a música ficou de fora da categoria. 

É o suficiente para fazer deste hino uma canção marcante na história recente da Fórmula 1, não é?